Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 10 de abril de 2012

Forno Caipira, Iglu ou de Lastro para Assados: Pizzas, Pães, Bolos muito Utilizado Na Culinária Caipira.


Comida caipira é um conjunto de pratos típicos do interior de São Paulo, nos primórdios era feita no fogo-de-chão na trempe, o fogão dos tropeiros, onde as panelas ficavam apoiadas em pedras em formato de triângulo ou penduradas em uma armação de três varas em estilo tripé por cima do fogo e que podiam ser de ferro ou de pau verde, e às vezes no chamado tucuruva, um fogão improvisado no meio do cupinzeiro, com o passar dos tempos ganhou altura e formato no que é hoje o fogão a lenha, onde normalmente é feita a maioria dos pratos.

Cozinha Caipira, pintura de Almeida Júnior1895.
Há relatos de que tropeiros Bandeirantes tiveram grande influência da disseminação da culinária caipira por quase todo o Brasil.
Entre os grandes pratos e bebidas da cozinha caipira figuram: o leitão à pururucacuscuz caipira de legumes, pamonha, arroz tropeiro, bolinho caipira, vaca atolada, frango caipira, o furrundum, farofa de lingüiçafraldinha em panela de ferro, caipirinha, a paçoca de amendoim, o feijão tropeiro, a canjica com costelo de porco, o virado à paulista, afogado, bolinho de mandioca, rabada, o angu, pé-de-moleque, a cabidela miúda, quentãofarofa de içá, rosquinhas de pinga, o doce de bananinha e entre outros.

Com a Intenção de Ajudar as Pessoas Que Assim como Eu Que Apreciam a Culinária Caipira Aqui Deixo Minha Contribuição de Como Construir o Forno Caipira "Iglu", Deixo Claro que Utilizo Recursos Que tenho em Mãos, Sou Amador e Tudo Vale Como Experiência. 


Deixo Aqui Meus Agradecimentos ao Sr. Aguinar Klen Pedreiro de Profissão Que Com Dignidade a esse Oficio Deu Toda Educação A Mim e a Meus Irmãos... A Sua Benção Meu Pai... 

Preparando a Base de 1,5m X 1,5m, Onde Será Feito Uma Laje Que Posteriormente Será Feito o Forno.


Forno Feito Sobre uma Laje de Concreto Armado Com Ferro e Malha de Tela de Galinheiro.

No Assentamento dos Tijolos Foram Dividido ao Meio e no Fechamento encima Foram Divididos em 4 Pedaços cada Tijolo.  

A Mistura de Argamassa que Utilizei Consiste Numa Mistura de 3 Partes de Barro, 1 Parte de Areia, 1/2 Parte de Cimento e 1/2 Parte de Açúcar Cristal.

"O Açúcar Cristaliza a Argamassa com Alta Temperatura"

 O Forno Não Deve Ser Aquecido de uma Vez, Esse Aquecimento Deve Ser Gradual por Alguns Dias, Assim as Trincas não Aparecem .

Na Base Por Dentro o Mais Indicado é Assentar Placas Refratárias para não Super Aquecer a Laje Abaixo.
Os Mais Antigos Faziam a Base Com Tijolo Mesmo isso já Ajuda Bem. 

Na Parte Externa Logo Após Fechar o Assentamento dos Tijolos, Recobri Todo o Entorno Do Forno ,"Convexo", com Tela De Galinheiro, essa Vai Auxiliar Segurar a Dilatação Quando em Alta Temperatura.

Após Fixar a Tela no Entorno do Forno Recobrir com a Mesmo Mistura De Argamassa Utilizada no Assentamento do Tijolo. 

O Ideal é Ter Paciência e Dar Um Tempo de Cura da Argamassa ir Aquecendo aos Poucos e Deixando Resfriar por um Dia, Repetir esse Aquecimento Gradual, Normal Aparecerem Fissuras. 

Após Alguns Dias Fazendo o Ciclo de Pré Aquecimento os Tijolos Já Ganharam Uma certa Consistência e a Argamassa Já Cristalizou, Dai Faz-se o Acabamento Definitivo com Reboco ou Revestimento com Tijolo ou Mesmo com Pedra.